"Apenas sentimentos, refletidos através de uma conversa, filme, livros, séries, tudo aquilo que nos faz enxergar a vida de uma forma diferente e irrefletida em nossas emoções".

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Eu no ônibus

Como sou quase uma turista na cidade, tem cada coisa que consigo perceber ou quem sabe ocorre só comigo.
Um dia desses, estava no terminal para pegar outro ônibus e de repente, parou do meu lado duas mulheres, até ai tudo bem, mas o diálogo era escabroso resumindo: Tá eu sei que sou a namorada, mas você como a outra tem que satisfazê-lo, fico cansada quando ele chega em casa pedindo atenção, é sinal que você não está fazendo direito, como você quer que eu lhe aceite desta maneira, lembre-se foi eu que lhe procurei para saber qual era sua atitude com ele! Então já imagina minha cara nesta conversa, fiquei de cabelo em pé, já pensou na modernidade a mulher e a amante como melhores amigas?
Bem, mas vamos lá, você já deve ter tido a experiência de consolar alguém no ônibus, principalmente quando está lendo ou ouvindo aquela música top, sim já passei por isso, a pessoa sentar do meu lado e chorar, chorar e soluçar, e de repente virar pra mim e perguntar porquê, e eu ficar com os olhos grandes e não entender o que está acontecendo, e de repente a pessoa ir para seu ombro e chorar e chorar, e todos nos ônibus te olhando, e você agindo como um consolador, se perguntando porque comigo?
Mas, a melhor mesmo, foi em quase 15 minutos, peguei aquele busão lotado e estava rolando dentro dele uma conversa de comadres que não se viam a décadas, sabe todos os segredos contados a plenos pulmões, mas a melhor perguntar de troca delas era: Como tá seu irmão? Do mesmo jeito, e todos querendo saber de que jeito o caboclo estava, fiquei sabendo que uma delas tinha se separado depois de 10 anos juntos com o primeiro namorado, mas que depois de 2 anos separada dele, o amor ressurgiu e casaram de novo, sabe de papel passado e tudo, claro com direito a festa.
São histórias da vida real, que todos nos fazemos parte no dia-a-dia.