"Apenas sentimentos, refletidos através de uma conversa, filme, livros, séries, tudo aquilo que nos faz enxergar a vida de uma forma diferente e irrefletida em nossas emoções".

domingo, 11 de maio de 2014

Mãe

Hoje como é o dia comemorativo do dia das Mães, podemos começar a falar da primeira Mãe do mundo para os religiosos, que foi a Mãe de Jesus, que para todos ensinou a paciência e a mãe que deu liberdade ao filho para seguir o seu caminho e ainda adotou os seus seguidores, esse é só uma das características de ser Mãe, e hoje é admirada e adorada por todos e um exemplo a ser seguido.
Mas, agora vamos generalizar que todas as mães são similares a grande Mãe? ou todas são diferentes em todos os momentos, gêneros e afetos?
Com a grande a evolução do mundo todos modificamos e até mesmo o amor maternal sofreu grandes mudanças e uma delas é o afeto e responsabilidades passadas de uma geração a outra.

Antigamente a Mãe como mulher era respeitada por ficar cuidando dos filhos em casa e lhe dá a educação, era a pessoa que não tinha opinião, que sofria seus dissabores e repassava para as filhas mulheres essa mesma educação, isso foi por longos anos e com isso, muitas vezes o medo da sociedade era o retrato de uma mulher servil e paciente, quase como um móvel da casa, sem opinião sofre o que acontecia ao seu redor, que trocava a dominação do pai pela a do marido.

Com, o passar do tempo, tivemos uma grande evolução das mães e com isso, ganhamos novas companheira em que podíamos conversar e também nos apoiar, e aquela mulher servil, virou um ponto de apoio em todos os nossos momentos, e passou a ser admirada e retratada por todos como alguém que nos transmitiria todo o seu conhecimento para seguirmos nosso caminho, sabendo que ela estava ali para nós apoiar e segurar.
Com vários exemplos de como ser Mãe, não temos um modelo para seguir, mas desta forma surgiram também as não mães, aquelas que não gostam de ser, que procriam sem querer ter uma responsabilidade e com os programas governamentais,pagando para você ser mãe é mais fácil ter um monte de filhos, sem ter o interesse em saber como cria-los e transmitir o antigo conhecimento de como ser mãe, com o amor e respeito, com o senso de responsabilidade de ser e transmitir de uma geração a outra o que é ser responsável por outro alguém.
Mas, também devemos lembrar daquela Mãe que não pode gerar, que cuida com espero daqueles filhos que foram desprezados por sua genitora, e com o seu espero transforma em grande cidadãos.
A transmissão de amor de mãe pode ser passada por qualquer pessoa que possa transmiti-lo, aquela tia, aquela amiga da mãe, aquela avó, todos podemos passar o amor para a criança que está a necessitar deste amor, pois o que temos dentro de nós pode ser doado.
Hoje ser Mãe, está mais fácil, temos a adoção, barriga de aluguel ou barriga solidária e também, nem só as mulheres podem ser o direito foi também foi ampliados aos homens, sem referências a sua opção sexual, pois, muitas vezes o Pai são as Mães, dos seus filhos abandonados pela figura feminina e pegam a responsabilidades com um sentimento materno/paterno e passam uma visão de um amor e familiar tão enraizados quantos qualquer mãe.
Então, hoje pelo dias das mães, podemos parabenizar todas as pessoas que tem esse desejo e transmiti para os seus o que é o amor sem cobranças e de todas as horas, sem diferenciação de sexo ou parentesco, mas a todos que sabem passar o que foi transmitido o Amor inigualável por uma pessoa que você chama de Filho.