"Apenas sentimentos, refletidos através de uma conversa, filme, livros, séries, tudo aquilo que nos faz enxergar a vida de uma forma diferente e irrefletida em nossas emoções".

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Caçula...

Quem nunca desejou ser aquele irmão caçula, sem nenhuma responsabilidade, apenas divertimento, aquele quase como se fosse o filho único, que apenas pede ou chora e tudo resolve, tão diferente do irmão mas velho.
Eu sou a caçula, mas velha, difícil de compreender ou entender kkkkk, é porque como fui criada pelos meus velhos (avôs) sou a caçula e pela minha mãe sou a mas velha.
É tão difícil ser a mas velha, aquela que tem que ser responsável 100%, que ninguém imagina que você gosta disso ou faz aquilo, que tem uma vida regrada, que sempre está disponível e também tem os conselhos certos e sabe de tudo um pouco, aquela que tem a paciência ilimitada e também o gás de fazer tudo, resolver e ainda está sempre sorrindo kkkk, essa não sou eu!!!
Tento apenas ser aquela irmã, que não é uma muleta, aquela que vai resolver suas coisas, não pode ser eu, afinal cada um sabe um pouco de sua vida e também tem que tomar o rumo, mas que briga quando tem que brigar e sem adocicar as palavras, sei que muitas vezes sou dura e exigente, mas é para o bem, mas ser irmã é difícil, ter uma família grande com tantas diferenças é complicado.
Admiro aquelas pessoas que tem nos irmãos um amigo, não um estorvo ou uma segunda mãe ou pai, mas sim aquele que pode conversar e apenas não espera uma resolução para seus problemas, uma afinidade única.
Na minha caminhada, desejo muitas vezes ser a caçula, sem muita responsabilidade, mas se tenho vou aprender a moldar a minha vida nelas, afinal ter irmãos é saber que tem em quem confiar nos piores momentos.