"Apenas sentimentos, refletidos através de uma conversa, filme, livros, séries, tudo aquilo que nos faz enxergar a vida de uma forma diferente e irrefletida em nossas emoções".

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

3º Temporada de Guerra dos Tronos

Demorei a retorna, tentei me distanciar de tudo o que já tinha assistido, para que neste momento ficasse mais relaxada quando voltasse a assistir e desta forma não criar opiniões tão criticas ou apaixonadas por alguns personagens, mas é impossível você não ter uma relação de amor e ódio com alguns e até mesmo com epísodios, nesta 3 temporada tive de tudo um pouco, revolta, paixão, desejo, vigança, ódio, mas o principal o aprendizado sobre o ser humano, não importa a época você sempre se surpreenderá por encontrar situações de uma época passada na atualidade.
A cada temporada tem um crescimento de alguns personagens como: Família Lannister, Daenery Targaryen e os Stark.
Essa temporada foi um pouco de tudo, principalmente a sagacidade das mulheres, mesmo que muitos tenham uma paixão pelo cinismo da Cersei Lannister, o personagem que está em maior desenvolvimento, pelo menos na minha opinião é da Daenery Targaryen, que consegue conquistar homens e reinos somente com sua sagacidade, inteligencia e por ser mulher, e já Cersei Lannister, cansei dela nesta temporada, por ficar pelos cantos lamentando o sumiço de seu irmão/amante James Lannister.
Tive uma relação bem conturbada com a Catelyn Stark, mas nessa temporada ela me conquistou, e me fez enxergar aquele amor surreal de mãe e do que se é capaz de fazer por um filho, palmas para ela kkkkk.
Agora que o reinado de Robb Stark foi ao chão, pela burrice e também ganancia em querer conquistar o mundo, se ainda não tinha nem conquistado os seus próprios soldados de forma direta, e na cena em que acaba seu reinado, a única dor que me deu foi o da perda do herdeiro, mas me encontro em luto pelos Starks, torço pela sua vitória kkkk.
Como mulher, quem não deseja o virgem Jhon Snow, que se mostrou muito valoroso em uma caverna e num banho quente, sem mencionar a sua honra e dever, aquele homem que está a proteger a todos e que lutará pelo amor, que homem, pena que só exista na muralha, mas não custa nada suspira um pouco.
Continuando falando da família Stark, vamos para a Sansa, que já está enxendo minha paciência com tanta infantibilidade e sonseira, que menina de 14 anos, mas fantasiosa, nem a sua irmã Arya que é uma criança, já com menten de mulher da vida aguentava, e essa criança junto com Bran está superando todas as expectativas, pois são maduros e infantis ao mesmo tempo apenas com um desejo: vigança e família.
Nesta temporada, conhecemos um pouco mais sobre aquele pequeno monstro chamado Montanha, que mostra seus lados vuneraveis pelos Stark e também seus traumas, um homem que aos poucos vai se modificando.
Voltando aos famosos Lannister, devemos falar um pouco de James, que comeu o pão amassado e continuou com sua pose de moço mal, mas que aos poucos foi se modificando, que se tornou o salvador de sua carcereira Brianna, que chegou a seduzir um pouco pelo seu lado abandonado e também rude, mas que ainda nos faz ter um pé atrás, pensando no que será que ele vai fazer como disse : Faço tudo por Amor. Não devemos esquecer o Duende (Tyrion Lannister), que a cada temporada sua evolução e maturidade nos faz querer carrega-lo no colo, mesmo com seu gosto duvidoso por mulher como a puta Shae, mas que ficamos torcendo por suas conquistas e tiradas de sabedoria.
Tento um Rei como Joffrey Baratheon, um mero psicopata, que não aprendeu se socializar e realmente se acha um  Deus, para este degastante personagem só a morte o irá redimir - pronto falei.
Mas, não vamos esquecer daqueles que estavam ali lutando e desejando de forma invejosa ser o que não podiam, que como meninos que quebrarão seu brinquedo, fizerão um escandalo e agora não sabem como sair ou se redimirem, e como sofrem torturas psicologicas e fisicas, o Theon Greyjoy sentiu na pele tudo o que desejou fazer por inveja, e por um louco que nos mostra que nossos psicopatas tem um muito o que aprender.
Se essa temporada foi boa, sim foi exelente, você aprende que aquele que fala manso e é eunuco pode ser tão perigoso como uma víbora, que o poder realmente mexe com as pessoas e que o desejo de vigança modifica tudo o que aprendeu. 
Não poderia esquecer, cuidado com quem se ali, vai que essa pessoa é a Sacerdotisa da Luz e tem poderes que você desconhece, afinal tem muita coisa estranha na noite como os Caminhantes, então não esqueça "No amor e na guerra vale tudo".