"Apenas sentimentos, refletidos através de uma conversa, filme, livros, séries, tudo aquilo que nos faz enxergar a vida de uma forma diferente e irrefletida em nossas emoções".

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Na parada de ônibus...

Acredito que ocorre com diversas pessoas, o que faz com que ficamos pensando o que será que quis dizer isso, como devo enxergar ou agir.
Tenho uma sorte das pessoas desejarem contar um pouco sua vida, sabe aqueles dramas e assim pedir um conselho, não sei se sou a melhor conselheira do mundo, porque normalmente não sigo meu conselho kkkk, sabe aquela pessoa que parece calma e tranquila não sou eu, sei que muitas pessoas me enxergam assim, mas sei que sou grossa e sincera, magoou as pessoas sem desejar e se tentar consertar piora kkkk.
Bem, estava eu esperando meu primeiro busão para um compromisso, com minha mala pronta, sim não vou falar genericamente, porque agora como falou ontem uma colega que eu tinha voltado ao ensino fundamental, por minha bolsa ter rodinhas, engraçado ela fez sucesso, aproveito e ando carregada de livros :d, vamos voltar ao assunto kkkk, lá eu parada olhando o tempo, chega uma senhora do meu lado e começamos a conversar.
O que aprendi nesta conversar é que nunca é tarde, você está parado achando que não vai dá certo, que tudo dá errado, que não serve para nada e etc..., naquele momento depressivo, pois bem vou contar um pouco de nossa conversa.
Ela já é uma senhorinha de mais de 60 anos, que se encontra na sua segunda graduação, a primeira não tem muito tempo, como ela me disse em torno de 8 anos ela se formou em Espanhol, e lhe perguntarão para que serviria, hoje ela está para se formar na segunda e agora em Francês, e me falou que tem tempo para tudo, que é mais fácil estudar do que ficar idealizando a vida, que muitas vezes colocamos nosso medo enfrente para não tentar e arriscar.
Bem cada uma pegou seu busão, eu fiquei a pensar no que ela me disse, será que não é chegado o momento de se arriscar, afinal diz o grande ditado : Quem arrisca não petisca.
Ontem era o dia de encontros na parada, reencontrei já voltando pra casa uma prima que não via a mais de
10 anos + ou -, e na nossa conversa, que foi de mortes, doenças e sonhos não realizados, tivemos a lembrança do nosso planejamento de quando éramos crianças e do que iríamos ser quando tivéssemos na
idade que nos encontramos, engraçado cada uma seguiu por caminhos diferentes, uma desistiu de tudo para viver um casamento e a outra só estudou kkkkk, como é bom relembrar estes momentos com novos ensinamentos, e desta feita quem sabe tentar viver sem medo, pois ensinamentos são para isso, sendo que antes alguém se arriscou.
Quais novos caminhos e também ensinamentos terei em momentos sentada na parada...