"Apenas sentimentos, refletidos através de uma conversa, filme, livros, séries, tudo aquilo que nos faz enxergar a vida de uma forma diferente e irrefletida em nossas emoções".

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Amor Marginal

Com a taça de vinho em minhas mãos, me entrego a você, não só meu corpo neste momento de desespero, mas cada fibra e pensamento, sou toda sua, me ponho aos seus pés no desespero do amor que só tu me dá.
Quando você, vem e toma a taça de minhas mãos, nossos olhares eu apenas me enlaço em você, sinto o meu corpo entregue e mole, sinto o seu respirar no meu rosto e fico toda arrepiada e digo quero, enquanto minhas pernas por vontade te enlaçam no quadril, começasse a lamber meu pescoço e vou a me aninhando como uma gata a te arranhar nos ombros e a morder você, enquanto surto ao teu ouvido venha e seja duro dentro de mim.
Mas, sei que com você Eu sou o seu deleite, me jogas no tapete e vai derramando em meus seios o vinho e tomando direto da fonte Eu, fazendo com que minha vagina se contraia em desejos, me molhando completamente, suas mãos vão em direção o local de maior desejo , meu clitóris que vibra, como uma dançarina de Cancun, livre e doce para ser possuída por seus lábios, quando o toque de sua língua chego a gritar e tremer, enquanto fico a me deliciar com você, desta forma gozo e me estilo como uma gata, pronta para mais um.
Quando abro os olhos você está ali para mim, agora é a minha vez, te deito no tapete e minhas pernas em teu quadril, começo com um beijo delicioso e mordidas, vou para o pescoço, e minhas mãos encontram seu pênis duro me esperando, primeiro dou uma lambida na cabeça e aperto, enquanto minhas mãos sobem de descem, vou começar a lamber e sinto suas mãos fortes no meu cabelo e olho para você enquanto vou me deliciando de forma rápida, e quando sinto você perto de um gozo, mordo a cabeça de leve e vejo você gozando pra mim, é quando me pegas pelo quadril e enfia tudinho dentro de mim, ai minhas cavalgadas são o paraíso.