"Apenas sentimentos, refletidos através de uma conversa, filme, livros, séries, tudo aquilo que nos faz enxergar a vida de uma forma diferente e irrefletida em nossas emoções".

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Nascer




            O que é realmente o nascer?  Para os religiosos é desde a concepção, pois ali já está incluso a alma e para os racionais ou ateus é ao nascer.
            Na verdade o nascer deve está interligado no desejo de se ser alguém ou algo, mesmo que não saibamos.
            No momento da concepção muitos não estão ligando no que vai gerar ou deixar de gerar, estão preocupados com o prazer e com o sentimento de que se tem no momento, poucos estão preocupados com essa questão e quando ela nasce, vem cheia de ideais como: Ter ou Não ter essa criança.
            A questão nascimento, podemos entrar em vários parâmetros de pesquisa ou apenas citar alguns, prefiro ficar com a parte onde, existe o nascimento, que onde está nós seres humanos a espera e o desejo.
            Quando se descobre uma gravidez, que é o que nos gera o nascimento, muitas vezes a mulher como provedora desta situação, tem que fazer escolhas e tomar decisões, isso não implica que o homem não possa auxilia-la, mas no mundo moderno a mulher é tomadora da decisão sobre o seu corpo e suas ações.
            Uma das decisões que nos faz pensar no nascimento é o aborto o espontâneo e o encomendado, no espontâneo a mulher simplesmente perde a criança e sofre com isto, tendo diversos motivos, explicados por médicos e cientistas, mas que muitas vezes lhe acarreta um trauma, onde os médicos e psicólogos aconselham a tentar novamente e lhe dizem ser normal e natural, já no aborto encomendado podemos falar que é um tipo um crime premeditado, onde você toma a decisão de acabar com tudo, mesmo correndo risco, prefere se afastar e seguir a vida, por não se sentir preparada para está decisão, muitas vezes, isso causa um medo e receio, que se pode denominar trauma de uma ação por pressão, está pressão que o mundo nos dá, numa sociedade conservadora e julgadora, então de um jeito ou de outro a mulher sofre um trauma, que lhe acarreta varias consequências, que só ela irá sentir e julgar.
            De decisão tomada, vamos agora esperar a criança nascer, então vem a responsabilidade antes deste nascimento, pois conforme os meses passam, você sofre diversas alterações no corpo e nas emoções, e também tem que seguir uma dieta adequada para o desenvolvimento da criança e nisto você começa a sentir o amor por este ser que não conhece, mas que transformou sua vida.
            Na decorrer dos meses, você arruma tudo para o tão esperado momento, sonho em ver o rosto e saber como irá se sentir, então vem o parto, sendo normal, sente inúmeras dores ou não, sente-se bem logo após, agora se precisar de uma Cesária, tem o sofrimento do depois, mas o que importa é que agora você sabe quem é a criança, ela nasceu e você se sente importante e esquece tudo o que sofreu o pensou no decorrer dos nove meses.

            Esse nasceu você terá responsabilidades na sua educação, sofrerá decepções e também fará passar pelo o mesmo, você lhe mostrará o mundo e ele lhe mostrará que ele é maior do que você pensa, ele tomará todo o teu tempo e mesmo assim, você irá saber que na sua árvore genealógica deixou alguém e também que esse alguém dependeu de seus erros e acerto, mas com toda a certeza você sofreu mudanças inesperada.