"Apenas sentimentos, refletidos através de uma conversa, filme, livros, séries, tudo aquilo que nos faz enxergar a vida de uma forma diferente e irrefletida em nossas emoções".

terça-feira, 17 de junho de 2014

Integração Ufam



E a aventura continua, sabe qual é o maior desejo dos alunos da Ufam, vou contar, além do RU se transformar num restaurante self-service top, é quando chegar na parada o Integração passar e ainda por cima está vazio, é o sonho, mas vamos acordar né!!!
Esse é o nosso meio de transporte para transitarmos entre um campus e outro e também para nos deixar fora da Universidade e tipo ele é top, porque não pagamos nada para pegar!!!
Mas, como toda ação tem uma reação, ele vive de lotado, parece mais um Interbairros, pois, tem momentos que você vem surfando na porta sendo esmagado ou mesmo dentro enlatado, mas essa é a alegria, já passei por cada situação, vou contar dois fatos:
Bem no dia do trote do pessoal de Espanhol, eu já atrasada como sempre, pego e fico na porta surfando e ainda faço amizade com um alegre estudante de Engenharia Florestal que foi no caminho me contando a alegria da sua área (ele é doido né!) e ai para ficar mais gostoso o povo do trote gritando "Hola Hola eu faço é Espanhola", não sabia se ria ou tentava encontrar o fone de ouvido para parar com a conversar com o ser estranho que gosta de ficar no meio do mato e não ouvir mais a indecência no horário improprio.
Ai esse é bem recente do forno (véspera dos dias dos namorados), fiz uma amiga dá uma volta comigo, ao tentarmos adentrar e pegar um lugarzinho, no meio da multidão que se agrupou nas 3 portas de entrada, eu me debati na do meio com rapaz bem afeminado que acabou ganhando a disputa, mas para nossa Alegria, ele bateu o ombro na janela e fez aquela cena, ai minha amiga olhou pra mim, que neste dia: Pasmem, eu estava séria e ela começou a rir, ai já viu né tive que acompanhar, pensa naquele calor humano, eu dou minha gargalhada estrambólica foi hilário, mas nem tudo está perdido, quando o dito cujo desce, sento rapidamente, ai na saída do campus ônibus da aquela freada que minha amiga quase vai dizer um Oi para o motorista e ai a gargalhada continua, mas nem tudo está perdido, quando vou ficar na minha parada para pegar outro ônibus, nota minha parada é onde tem a sequencia de música de motel ( tá você não sabe qual é a música, vou contar as Love Stone) e minha amiga seguindo no integração, que ainda tem uma cena para fechar uma DR., ai eu completo, a menina com ciumes, acredito que e  para não dá presente, afinal brigam na véspera e ai depois volta como se o amor nunca tivesse sofrido nenhum transtorno.
Quem nunca viveu essas aventuras, nos faz alegrar nosso dia já conturbado, mas aluno que é aluno não desiste, persiste!